Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]
Você esta em: Home: > Noticias > EUA restringe vistos para 49 aliados de Maduro e suas famílias – Notícias

EUA restringe vistos para 49 aliados de Maduro e suas famílias – Notícias




Governo dos EUA anunciou nesta sexta que não permitirá a entrada dos partidários de Maduro e seus familiares em território norte-americano

EUA restringe vistos para 49 aliados de Maduro e suas famílias


O enviado especial dos Estados Unidos para a Venezuela, Elliott Abrams, anunciou nesta sexta-feira (1º) restrições de vistos para 49 aliados do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e seus familiares, que a partir de agora não poderão entrar em território americano.


Em entrevista coletiva no Departamento de Estado dos EUA, Abrams explicou que as novas restrições afetarão o “círculo próximo” de Maduro, mas se recusou a detalhar quem são as pessoas afetadas e qual é o número exato de sancionados devido a normativas internas do governo.


Posteriormente, o porta-voz do Departamento de Estado, Robert Palladino, detalhou em comunicado que no dia 28 de fevereiro foram revogados os vistos de 49 “funcionários que estão de acordo com Maduro” e suas famílias.


Leia mais: EUA sancionam 6 altos comandantes venezuelanos próximos de Maduro


“Os partidários de Maduro que abusam ou violam os direitos humanos, roubam o povo venezuelano ou solapam a democracia da Venezuela não são bem-vindos nos EUA. Também não os membros das suas famílias que desfrutam de um estilo de vida privilegiado à custa da liberdade e da prosperidade de milhões de venezuelanos”, disse Palladino.



Essas restrições de vistos se somam às que Washington já tinha imposto anteriormente a funcionários venezuelanos.


No seu discurso, Abrams assegurou que os EUA seguirão adotando “as ações apropriadas” contra Maduro e mencionou as sanções impostas hoje contra seis membros das forças segurança venezuelanas, aos quais Washington acusa de “obstruir” a entrada da ajuda humanitária que a oposição queria fazer entrar no sábado passado na Venezuela.


Além disso, Abrams detalhou que seu governo está em conversas com os líderes das nações que não reconheceram Juan Guaidó, líder da Assembleia Nacional (AN, parlamento) como presidente “legítimo” da Venezuela.


Para viajar aos EUA, os venezuelanos têm que solicitar um visto especificando o motivo da sua visita, ou seja, se viajam por negócios, turismo ou para receber um tratamento médico.


A restrição de vistos é uma forma de sanção que o Executivo americano costuma aplicar aos funcionários daqueles governos com os quais tem algum conflito para pressioná-los diretamente, ao negar a eles e seus familiares a possibilidade de viajar para os Estados Unidos.



Fonte Notícia -> :Fonte Notícia

FacebookTwitterGoogle+linkedinemailMore




 Desenvolvimento   F7 Sistemas & F2 Sistemas| Hospedado em: Hospedeme 

Mude para versão para dispositivos móveis deste site