Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]
Você esta em: Home: > Noticias > Goleiro Bruno é transferido para presídio de Três Corações (MG)

Goleiro Bruno é transferido para presídio de Três Corações (MG)



 Goleiro Bruno é transferido para presídio de Três Corações (MG)

Jogador deixou o hotel onde estava hospedado no início da tarde rumo à delegacia
Reprodução / Rede Mais – Afiliada da RecordTV em Varginha

O Goleiro Bruno Fernandes, de 32 anos, foi transferido para a penitenciária de Três Corações, no sul de Minas Gerais, no final da noite desta quinta-feira (27). O jogador estava no presídio de Varginha, também no sul do Estado, desde a tarde, quando se entregou à polícia. Fernandes teve a prisão novamente decretada pelos ministros da Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federalista) que anularam o habeas corpus facultado a ele.

A Seap (Secretaria de Estado de Gestão Prisional de Minas Gerais) chegou a publicar que o jogador seria transferido para o a penitenciária Nelson Hungria, em Narração, na Grande BH, mas voltou detrás e informou que, por decisão da Justiça, o desportista ficaria em Três Corações. A cidade fica a 24 quilômetro de Varginha, onde Fernandes mora atualmente.

Segundo a Seap, no presídio Três Corações, o detento ocupará uma cubículo individual, com medida de 4,5 por 4,5 metros com leito, pia e vaso sanitário de alvenaria. Réprobo a 22 anos e três meses pela morte e sequestro da ex-amante Eliza Samudio, Fernandesque já ficou recluso por seis anos e sete meses. Durante esse período, ele passou duas temporadas na Penitenciária Nelson Hungria entre os anos de 2010 e 2015. Seis meses da pena foram cumpridos na Penitenciária de Francisco Sá, no setentrião de Minas. De setembro de 2015 a fevereiro deste ano, quando foi solto, o jogador estava na Apac (Associação de Proteção e Assistência ao Réprobo) de Santa Luzia, também na Grande BH.

Processo

O jogador que atualmente defende do Boa Esporte, cumpria pena na Apac de Santa Luzia quando foi solto, no dia 24 de fevereiro, graças a um habeas corpus facultado pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF. A decisão foi dada depois o magistrado considerar excessiva a morosidade da estudo de um recurso apresentado pelos advogados do jogador. O pedido foi enviado à Justiça em 2013 e, até hoje, não foi considerado. Assim, para o entendimento de Mello, Fernades teria o recta de esperar o julgamento em liberdade. Porém, para o ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, não foi constatado excesso de prazo atribuível à inércia dos órgãos judiciários e, por isso, o documento foi revogado com a maioria dos votos e foi reestabelecida a prisão anteriormente decretada ao jogador.

* Com supervisão de Flávia Martins y Miguel

R7 – Minas Gerais

Facebook Twitter Google+ linkedin email More




 Desenvolvimento   F7 Sistemas & F2 Sistemas| Hospedado em: Hospedeme 

Mude para versão para dispositivos móveis deste site